11/10/2013

Sincera


Depois de muitas Luas minguantes
Veio um Sol de Primavera
Uma suave espera
Me cerca por toda horda

Escapo do descaso com um lote de acasos
E me faço mais forte do fraco
Me abro como o cheiro do frasco
Absorvo o ar tímido e condenso, (ins)piro a palha a trançar.

Dou a vida alimento
Mostro minha alma esquecida em seu lamento
Arregaço as mangas dos meus versos
E chupo do pé as frutas de meu pomar

Pro mar...


André Luz Gonçalves



Nenhum comentário:

Postar um comentário