08/07/2012

Navego na ilha da sua pupila
Me inspiro, imerso escafandrista
Do seu mar marrom.
E nessa lua, maré nua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário